terça-feira, fevereiro 09, 2010

Tentação (XVIII)

(...) A caminhada já ia longa.
Apenas viajavam de noite para que ninguém desse por eles. Além de que de noite era mais ameno.
Joseph, dado o seu trabalho, todos o conheciam.
Desde a nobres ricos a ladrões de estrada. Por isso se sentia confiante e em segurança pelas estradas de noite.
O problema era os homens de Herodes, que procuravam algum sinal do nascimento do Menino ou alguém que lhes indicasse a mulher que estaria grávida do suposto Messias.
O dinheiro era pouco.
Mal dava para se alimentarem em condições.
Alugar um quarto ou contratar uma curandeira para o nascimento da criança era impensável.
Estavam às portas de Bethleém e tinham de arranjar um local para ficar, urgentemente.
O tempo estava a terminar.
Mariah poderia ter o bebé a qualquer momento.
(...)

16 comentários:

A Senhora disse...

Safadeza o seu Anjo não ter ajudado, nessas horas, né não?

bjs

Carlos II disse...

Acompanhando a novela.

Um abraço

Rosa dos Ventos disse...

Nem vai dar tempo de chamar a ambulância! :-))
Foi um parto sem complicações...

Abraço

Teresa Durães disse...

terá e o abandonará

Parisiense disse...

Está dificil de nascer!!!!!!!

Cá fico a espera das cenas dos proximos capitulos.

Beijokitas

Roderick disse...

Senhora, pode ser que ainda ajude.

Roderick disse...

Carlos dos iiiiisss, blogonovela, blogonovela

Roderick disse...

Rosa, um parto miraculoso!

Roderick disse...

Teresa, vai abandoná-lo??? Porquê?
Pobre criança!

Roderick disse...

Parisiense, no final ainda é de cesariana!

Teté disse...

Ui, que vida cigana!!! :)))
(Mariah, Joseph e o burro a fugir aos soldados, nada de conotações racistas...)

Roderick disse...

Teté, nem xenófobas.

Rosie Dunne disse...

ena! vem ai bebé!

Rafeiro Perfumado disse...

Essa de ser conhecido dos ladrões não me soa lá muito bem, cá para mim o tipo também andava metido em alguma, nem que fosse tráfico de madeira, ou coisa assim. Abraço!

Roderick disse...

Rosie, está em aberto sugestões para o nome da criança.

Roderick disse...

Rafeiro! Fartas-te de me dar ideias!
Já a do soldado romano veio por algo que disseste!