quarta-feira, outubro 07, 2009

Jornais e revistas

Via os amigos e colegas a casar.
E ela, que já não era propriamente uma jovem, estava só, sem ninguém que a acompanhasse nos dias e dias que passava com o seu gato.
É verdade que não era alta como elas, não era vistosa como outras, não era bela como algumas, mas.. era ela! Um ser humano que tinha direito a namorar, a amar, a viver apaixonada!
Os dias passavam, os anos corriam, e nada, nada de diferente acontecia na sua vida amorosa.
Quando colegas e amigos começaram a ser noticiados nas revistas por causa dos seus casamentos, baptizados, festas e tudo o mais, a inveja apoderou-se dela.
A gota de água foi quando o viu abraçado a outra, em fotos a cores numa revista cor de rosa de grande tiragem.
Sempre tinha sido o seu segredo.
Aquela paixão arrebatadora que nunca confessara a ninguém.
É verdade que era ele que se metia com ela.
Muitas vezes o disse, quando lhe diziam que ela o provocava.
Mas nunca teve coragem de dar aquele passo.
E agora... perdera-o! Para outra!
Para uma que ela apenas podia ver através de fotos coloridas cheias de charme numa qualquer revista semanal!
Mas aquilo não podia ficar assim!
Tinha de se vingar. Desse por onde desse.
E engendrou um plano! Também seria famosa, reconhecida, apetecida.
Também apareceria nos jornais, revistas, e até mesmo, se possível, livros de bolso.
E ele teria noites de arrependimento ao lado da outra, por não a ter tido.
Muito pensou, muito engendrou, muito imaginou, até que descobriu a maneira de o conseguir.
Colocou... um anúncio no Jornal das ocasiões!
Finalmente o seu nome aparecia no jornal. Finalmente seria lida por milhares de leitores. Finalmente seria badalada.
Mulher de meia idade, não muito alta, não muito bonita, não muito... não muito... procura companheiro para o resto da sua vida.
Finalmente triunfara.
O anúncio saiu em três semanas consecutivas!
Nem ele, com o seu casamento badalado conseguira sair três semanas consecutivas.
Tinha-o vencido! Sentia-se do tamanho do mundo!!!
Bem! Pelo menos do tamanho do globo que ainda tinha no seu quarto que o pai lhe dera quando tinha seis anos!
Já lá iam quarenta e quatro...

30 comentários:

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Agora verá os divórcios dos amigos e depois....


beijocas

Teté disse...

Hummm... tu gostas de brincar não é?!

A quantidade de mulheres giras, simpáticas, cultas e inteligentes que conheço solteiras, é proporcional ao número de homens que, por só terem uma ideia fixa, não lhes ligam nenhuma...

Enfim, cada um pensa "à sua maneira"!

:)

A Senhora disse...

Essa se trancou no quarto, mesmo! Bom... pelo menos tinha os jornais e revistas... ;)

continuando assim... disse...

gostei :)

nem todos conseguem viver o amor....:( por medo a maioria das vezes

bj
teresa

Atreyu disse...

Pelo menos alguma coisa né?
MASSA o post!!! =D

Conversa Inútil de Roderick disse...

E se... quem sabe, quem sabe!
Beijocas

Conversa Inútil de Roderick disse...

Teté, tens toda a razão, conheço muitas assim.
Mas há casos e casos e este... eheheheh

Conversa Inútil de Roderick disse...

Senhora, e o Globo, e o Globo!

Conversa Inútil de Roderick disse...

Continuando assim... aí é que está uma grande verdade!

Conversa Inútil de Roderick disse...

Atreyu. Alguma coisa... já é bom!

PreDatado disse...

Boa ideia. Vou pôr um anúncio :)

Conversa Inútil de Roderick disse...

Predatado.Usa o miau.pt. O site dos leilões. Resulta mais.
;-)

Gata Verde disse...

A vida tem destas coisas...nem todos seguem o mesmo padrão de vida dito "normal"!

bjs

Natacha disse...

Ora portanto se não me engano, isto será a chamada crise da meia-idade... certo??

.... da senhora, claro

:)

Beijo

Susn F. disse...

Os gatos são uma óptima companhia. :)

beijinhos

Rosie Dunne disse...

lol pelo menos ainda venceu alguma coisa!

Rosa dos Ventos disse...

Aos 44 anos ainda vai a tempo de destrancar a porta! :-))

Abraço

Maria disse...

Ainda bem que ela percebeu... quem sabe alguém não atende ao anúncio? rs
Muito bom!

Seastar_ Hannanur disse...

Perder quem se ama para outra por culpa própria, é dificil, muiiiiiito dificil.

take care

Kiss

Laura disse...

Então, Rod, ó Rod, desaparecido, doente? acho que não,sem vontade de estar pelos blogues a rir como antes? é da chuva, é do tempo?..Beijinhos

Dinaildes disse...

kkkkkkkkkk
Boa, boa!
O amor existe pra todos...
basta permitir-se!
=)

Beijos!

Conversa Inútil de Roderick disse...

Gata, pois! Se não fosse essas vidas "anormais" como é que escrevia estas idiotices? eheheheh

Conversa Inútil de Roderick disse...

Natacha. meia idade? Ainda é uma jovem! Beijocas

Conversa Inútil de Roderick disse...

Susn, e as gatas nem se fala!
;-)

Conversa Inútil de Roderick disse...

Rosie, o quê é que ela nem ninguém o sabe!

Conversa Inútil de Roderick disse...

Rosa, a porta? Se estiver a sete cadeados será dificil! ehehehe

Conversa Inútil de Roderick disse...

Maria, quem sabe, quem sabe

Conversa Inútil de Roderick disse...

seastar, take care too, kisses

Conversa Inútil de Roderick disse...

Laura, e sem vontade de tudo mesmo.
melhores tempos virão. Beijinhos, amiga.

Conversa Inútil de Roderick disse...

Dinaildes, quem fala assim...